O passo a passo para que você mude seus hábitos e mude sua vida

Mude seus hábitos, mude sua vida” é lema que todos deveriam aderir para ir rumo ao sucesso. Como tem sido sua rotina? você tem seguido em direção aos seus desejos ou tem gasto energia em atividades irrelevantes?

É comum que consigamos ser bons conselheiros para amigos e conhecidos, mas que tenhamos muita dificuldade para mudar aquilo que diz respeito a nossa própria vida e carreira.

Por isso que hoje nossa conversa vai servir para seu autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Meu objetivo neste artigo é te ajudar a entender mais sobre o ser complexo que é, para que assim mude seus hábitos e mude sua vida.

 

Como nossos hábitos foram criados?

Normalmente, ninguém se importa muito em mapear as origens de suas ações. Você, por exemplo, escova os dentes, toma banho e se troca sem precisar ler nenhum manual.

Acontece que todos esses hábitos foram constituídos em algum momento da sua vida. Quantas vezes seus pais brigaram para você arrumar a cama ou lavar a louça?

Todos esses reforços servem para criar ou consolidar hábitos. Frederic Skinner é o psicólogo mais conhecido na área do comportamento. Em experimentos com ratos, ele percebia que duas formas de estimular uma ação:

  • Reforço positivo: esse se trata das recompensas que determinado indivíduo tem ao final de uma tarefa. Nosso próprio corpo tem o sistema dopaminérgico que serve justamente para te agradecer ao final de determinados processos.
  • Reforço negativo: diz respeito a experiências ruins que vão suprimir ou intensificar um comportamento, podendo até criar traumas. Por exemplo, é o caso de ratos que recebiam choques ao se aproximar de determinados objetivos em uma gaiola.

Apesar do cunho científico, fazemos isso no dia a dia, estamos reforçando nossas rotinas a partir de experiências boas ou ruins.

 

O start para mudar sua vida

O que acontece é que, diferentemente dos ratos, nossos hábitos podem ser analisados, refletidos e mudados.

Uma pessoa pode frear uma atitude ao perceber que não faz mais parte daquilo que ela considera ético. É o caso de um pai que deixa de fumar para dar bom exemplo aos filhos.

Mas também pode acontecer de forma trágica, como quem deixa de beber ao se envolver em um acidente.

Apesar de tudo, acredito que o melhor caminho é pelo amor, por meio de um propósito e é esse o passo a passo que você vai aprender.

 

Mude seus hábitos, mude sua vida: Ação ou motivação?

Você já ouviu falar da “motivação” ou “força de vontade”? Pois é, ela pode ser um bom impulso para o início das novas rotinas. Contudo, é normal que alguns usem como muleta.

Ora, é mais fácil eu dizer que não há motivação, do que eu colocar a mão na massa e enfrentar meus limites. É mais fácil eu esperar que uma força de vontade surja do nada e me disponha a ler com afinco.

Só que isso dificilmente vai acontecer. A ação antecede toda a motivação. Você primeiro vai se sentir com medo e ansiedade, antes de dominar a direção do carro.

Entretanto, não há o que temer a vida é mesmo uma sequência de hábitos adquiridos.

 

Gatilho, Rotina e Recompensa

No livro “O poder do Hábito”, Charles Duhigg nos lembra de 3 elementos importantes automatização de atitudes: Gatilho, Rotina e Recompensa.

Inclusive, no período da quarentena, criaram até o meme “tá me dando gatilho”. O gatilho é tudo aquilo que te leva a determinada ação. Por exemplo, você vê uma propaganda de sorvete e decide que é uma boa hora para comer um.

O mesmo acontece com quem tem fobia ou ansiedade, ter que enfrentar o que causa as barreias pode gerar diferentes reações no corpo, tremores, suor frio, dor no estômago.

Já a rotina está ligada a hábitos que são repetidos com constância, por isso você amarra os sapatos, se veste e faz outras coisas de maneira natural.

Enquanto a recompensa vai ser um “agrado” ao que foi feito. A recompensa do fumante é uma sensação de relaxamento, mas não necessariamente significa algo bom.

 

Mude seus hábitos, mude sua vida: o passo a passo

É importante entender os itens anteriores, pois eles são primordiais para que você mude seus hábitos e mude sua vida. Vamos ver por quê?

 

Passo 1 – Defina seus objetivos e hábitos a serem mudados

Para começar, não adianta você querer ter um novo hábito porque um amigo seu começou uma atividade diferente ou por ter visto na série. É preciso ter um objetivo definido e claro. Por exemplo:

  • Quero levantar mais cedo para conseguir ter um café da manhã em família.
  • Desejo aprender a dirigir para melhorar meu salário.
  • Vou estudar todos os dias para entrar para a faculdade.

 

Passo 2 – Analise quais são os hábitos nocivos

Depois disso, entenda quais são os hábitos que atrapalham seu desenvolvimento. Por exemplo:

  • Sair do serviço e ir para o bar, se preciso ir na academia.
  • Receber o pagamento e ir para o shopping antes de pagar as dívidas.
  • Comer besteira ao assistir filmes, se quero emagrecer.

Passo 3 – Substitua

A dica agora é substituir um hábito ruim por um hábito melhor. Se você tem costume de fumar ao tomar um café, talvez seja a hora de deixar o café de lado por um tempo e tornar os chás parte do seu dia a dia.

Você pode trocar o momento de filmes por uma caminhada com o conjunge ao redor do bairro.

O importante é não parar apenas e deixar uma lacuna no dia, pois isso pode te direcionar a voltar com a antiga ação.

 

Passo 4 – Crie um diário sobre a adaptação à nova tarefa

Sim, anotar seu desempenho e avanço e essencial ao inserir uma nova tarefa no dia a dia. Isso porque, muitas vezes, quando ela é incorporada “cegamente, temos a impressão que nada mudou.

O diário ajuda a te mostrar qual era o ponto A e qual foi seu ponto B.

 

Passo 5 – Repita a nova atividade por pelo menos 21 dias

A regra dos 21 dias é um consenso entre os coachs e mentores, esse é o período que vai criar memória da tarefa para você.

Contudo, terá que repetir bem mais que 21 dias para que ela faça parte de você como pessoa. Na verdade, não conte o tempo, apenas tenha certeza que está realizando com consistência.

 

Passo 6 – Recompense-se pelas metas atingidas

Crie pequenas metas dentro do seu objetivo, se quer emagrecer e perdeu alguns quilos, por que não se dar de presente uma camisa nova, para combinar com a nova silhueta?

 

Dicas para potencializar a mudança de hábitos

Anote mais algumas dicas para ter sucesso na mudança de hábitos:

 

Permita-se ir aos poucos

Não tente mudar de uma vez, se dê tempo para adaptação, se acostumar e ficar bom no novo hábito. Um exemplo engraçado é de quando converso sobre meditação.

Sempre ouço a pessoa dizendo “eu não consigo, minha mente é muito agitada”. Ora, mas o fato de sua mente ser agitada deveria ser a principal motivação para você persistir na meditação.

 

Tenha um parceiro de objetivo

Será que alguém do seu círculo social tem um objetivo em comum? Se você quer estudar sobre investimentos e finanças, procure aquele amigo que conhece sobre bolsa de valores e gosta de ensinar.

E não tem problema se não há ninguém na sua esfera pessoal, busque grupos no Facebook, Telegram, WhatsApp e outros meios. Com a internet, o que não falta são opções de interações.

 

Ignore os sabotadores

Sempre tem alguém para desestimular, não é verdade? Então, se prepare para esse tipo de pessoas, quem está começando não precisa de crítica de quem nunca tentou.

Se você precisa de ajuda, procure um mentor, um coach ou alguém que já teve resultados no que você está buscado. Nada de ouvir os “isso não é para você”, “você já está numa boa posição”, “tem tanta gente pior que você…”.

O mesmo vale para nossa própria autossabotagem, se um pensamento disser “Eu não tenho competência”, complemente com “ainda não, mas vou desenvolver”.

 

Use a PNL ao seu favor

Por último, não podemos esquecer de falar que algumas pessoas têm mais resiliência que outras. Um bom exemplo é de lutadores, não é porque ele leva um soco que ele se entrega no ringue.

Agora, pense bem se você pudesse hackear as características positivas dos melhores profissionais e implementar no seu dia a dia, como seria?

Foi assim que surgiu a PNL, com o intuito replicar os exemplos mais eficientes de sucesso nas mais diversas áreas. Para isso, basta conhecer o cérebro e suas possibilidades.

Então, conheça nossos cursos do Instituto Pérola, mude seus hábitos e mude sua vida. Quem passa por nossas formações, nunca mais é a mesma pessoa.

Além disso, formamos uma rede de amigos e colaboradores que se motivam a continuar no caminho do sucesso.

Leave a reply